Quinta-feira, 19 de Dezembro de 2013

O MEU NAMORADO JÁ FEZ SEXO COM OUTROS HOMENS



MENSAGEM ORIGINAL:

O meu namorado é extremamente carinhoso, perfeito. Com o tempo ele foi se abrindo comigo em relação à sua sexualidade e hoje eu sou a única pessoa que sabe que ele já fez sexo com outros homens. O problema é que ele se sente atraído sexualmente (não emocionalmente) por homens, ou transexuais. Ele é muito honesto comigo, fala em filhos e futuro. Salvou-me de um relacionamento abusivo em que eu vivia há mais de 2 anos. Eu apaixonei-me por ele e sinto que não há nada que ele me possa confessar que me faça deixar de o amar. Eu aceitei que tivéssemos relações sexuais com um segundo homem. Mas ao mesmo tempo às vezes dá-me uma incerteza em relação a isto tudo. Não se isto vai evoluir pAra algo desconhecido. Ele garantiu-me que nunca vai fazer nada sem que eu saiba primeiro. Mas não sei o que fazer.


Maria
tags: , ,
publicado por Cláudia Morais às 16:53
link do post | favorito
Quarta-feira, 18 de Dezembro de 2013

O MEU NAMORADO CONTINUA A MANDAR MENSAGENS PARA A EX

MENSAGEM ORIGINAL:
Estou um pouco perdida no meu relacionamento. Peguei no telemóvel do meu namorado e havia mensagens dele para a ex-namorada e vice-versa. Ele pedia para eles voltarem, e dizia que só estava comigo porque ela não quer ficar com ele. Estou a tentar terminar mas não consigo. Conversámos, ele pediu desculpa e disse que ela não representava nada para ele. Só que eu sinto que ele ainda gosta dela. Tenho medo que ela mude de ideias no futuro e ele possa simplesmente descartar-me.

 

Ana
publicado por Cláudia Morais às 12:50
link do post | favorito
Terça-feira, 17 de Dezembro de 2013

O MEU MARIDO SAIU DE CASA

MENSAGEM ORIGINAL:
Encontrei uma mensagem de outra mulher no telemóvel do meu marido. Conversámos e ele disse-me que não tem outra mas pediu um tempo e saiu de casa. Está lá todos os dias e trata-me muito bem, diz que há a possibilidade de voltar mas que não está preparado. Como devo agir com ele, até sexualmente? Ele ainda me procura.
Joana

 

publicado por Cláudia Morais às 17:16
link do post | favorito
Quinta-feira, 31 de Maio de 2012

PROBLEMAS COM A SOGRA

 

Carta original:
Estou com um problema enorme que está a enlouquecer-me: A MINHA SOGRA. Ela não deixa a minha vida e a do meu marido em paz. Tenho 6 anos de casada, sem filhos, e já estou com vontade de desistir por causa dela. Às vezes o meu marido mente-lhe e diz que vai trabalhar, só para poder ficar em casa comigo, senão ela vai para a minha casa e não nos dá paz. Não sei como é que hei de comportar-me. Às vezes tento tratá-la bem mas com o tempo muda tudo porque ela e a família são muito invasivos. Quase nunca vou a casa deles para não ser abusiva e ela faz ao contrário comigo. O meu marido fica dividido. Sei que ele ama a mãe mas parece que quer ter bons momentos comigo. Tem medo que ela fique magoada mas esquece que está a magoar-me. Não sei o que fazer. Ele não aceita conversar sobre o assunto. Estou a dar em doida.
Patrícia
publicado por Cláudia Morais às 10:17
link do post | favorito
Quarta-feira, 30 de Maio de 2012

TENHO VONTADE DE MORRER

 

Carta original:
Eu trabalho, estou na faculdade e tenho um namorado bom. Eu não percebo porque é que nada me satisfaz… Sofro porque me sinto muito sozinha. Moro sozinha, acho que as pessoas da minha família não se importam, pois não ligam… Não me procuram. Sinto-me só, carente, algo que o meu namorado não consegue suprir. Eu sofro pelos outros, pois queria resolver os problemas de quem amo. Mas não consigo. Há noites em que choro sem parar e a minha única vontade é dormir e nunca mais acordar. Aprendi a sofrer sozinha, em silêncio. Por isso sou fechada. Não costumo ser sociável com as pessoas, atrapalho-me. Todos dizem que tenho o semblante triste. Cresci sem o amor de um pai e a ver a minha família desmoronar-se com o tempo. O meu passado atormenta-me! Hoje não tenho vontade de fazer nada. Embora esteja no caminho certo, sinto-me perdida, sem direção. Não tenho vontade de ser alguém na vida, embora eu tenha tudo para dar certo. O meu desânimo é imenso. Penso sempre em fazer disparates: Morrer, porque seria um descanso eterno… Algo já me segurou bastante para eu não fazer nada disso. Eu sei que preciso de ajuda. Tenho 23 anos e ajo como se a minha vida já tivesse acabado. O que é que eu faço?
Ana
publicado por Cláudia Morais às 11:10
link do post | favorito
Terça-feira, 29 de Maio de 2012

TENHO UM CASO COM O MEU CHEFE

 

Carta original:
Ao fim de 3 anos de namoro, decidimos oficializar o nosso relacionamento. 5 meses depois ele respondeu a um email de uma ex, que era casada, a dizer que estava com saudades, etc… resolvo perdoar, mas depois disso nunca mais consegui sentir-me segura ao lado dele. Isso acarretou várias discussões e em algumas delas ele estava bêbedo e ameaçava-me. A culpa desses ataques de fúria, segundo ele, era minha. Ele sempre me fez acreditar que reagia daquela forma porque já estava cansado das minhas cobranças, sendo que discutíamos por motivos fúteis. Acabei com ele no ano passado e depois de 1 mês reatámos com a condição de ele não beber mais. Entretanto, envolvi-me com o meu chefe, que tem um filho e é casado há quase 2 anos. Esse envolvimento já dura há 1 ano e 6 meses, ou seja, envolvi-me com ele quando ele tinha 6 meses de casado. Enfim, mantenho o meu relacionamento com o meu namorado e com o meu chefe, e muitas vezes sinto-me culpada por isso, em relação ao meu namorado. Durante este último ano, o meu namorado voltou a beber socialmente, só que no último mês ele teve outro ataque de fúria e expulsou-me da casa dele. Senti-me muito humilhada. Ao fim de um tempo conversámos, ele chorou muito e mostrou que se arrependeu… pediu-me em casamento… Estou insegura em relação ao que sinto, pois quando estou magoada é como se tivesse um bloqueio em mim, e não consigo apegar-me enquanto a mágoa não passa. Ao mesmo tempo envolvo-me cada vez mais com o meu chefe. E ele também… mas sinto que nunca se irá separar, pelo menos por agora, por causa do filho de apenas 2 anos. Tenho medo de casar e depois a minha mágoa não passar. Há momentos em que me sinto muito feliz ao lado do meu namorado. Mas há momentos em que eu não o quero ver. Enfim, estou muito confusa. Por um lado, não quero abrir mão do meu relacionamento de 6 anos mas tenho medo de um dia o meu chefe querer assumir o nosso relacionamento.
Isabel
publicado por Cláudia Morais às 10:54
link do post | favorito
Segunda-feira, 28 de Maio de 2012

A MINHA MÃE PRENDE A MINHA LIBERDADE

 

 



Carta original:
Trabalho e estou a fazer uma pós-graduação. Apesar de todas essas responsabilidades tenho um problema com a minha mãe que me atormenta muito. Infelizmente, ela foi criada com pensamentos antiquados, mas as coisas mudaram. Eu namoro há 1 ano e meio e a minha mãe não me deixa passar um fim-de-semana fora com o meu namorado. Controla quantas vezes é que eu vou a casa dele… Não o deixa dormir em nossa casa (mesmo em quartos separados) e o mesmo quanto a eu dormir na casa dele. Gosto muito do meu namorado por isso resolvi procurar ajuda, pois não quero que este relacionamento termine. O que devo fazer? Preciso viver com o meu namorado, sair da rotina. Ela sabe que tenho uma vida sexual já ativa. Mas também sabe que sou muito dada à família. Todos os domingos almoço em família, levo o meu pai e o meu avô ao médico, estou sempre preocupada e e dedicada. Acho que a minha mãe tem medo de me perder e prende a minha liberdade. É como se eu visse a minha vida passar e eu não fosse a protagonista, mas antes a telespetadora.
Carolina
publicado por Cláudia Morais às 12:40
link do post | favorito
Quinta-feira, 24 de Maio de 2012

NÃO QUERO CASAR COM A MINHA NAMORADA


 

Carta original: 

Sou filho único, gosto muito da vida que levo como solteiro, tenho tudo o que preciso. Acontece que tenho uma namorada há 3 anos, ela tem uma filha adolescente (tenho boa relação com a filha). Conhecemo-nos desde sempre, conheço bem a família, etc. Acontece que ela tem o sonho de casar pela igreja com todo aquele protocolo, e não abre mão disso. Mas apesar de gostar muito dela e admirá-la em muitos aspetos, não me sinto seguro para casar, pois tenho alguns medos e traumas em relação ao casamento, principalmente casamento com uma mulher com filhos. Além, é claro, de gostar muito da minha liberdade e independência como solteiro. Mas ao mesmo tempo não queria perdê-la, gosto de estar com ela, entendemo-nos bem... Já propus vivermos juntos e fazermos o teste para ver se consigo superar isto, além de ser mais simples separarmo-nos caso não desse certo, mas ela não aceita. Neste momento estamos afastados, pois ela deu-me um prazo de 30 dias para pensar, caso contrário não voltaremos. O que é que eu faço, será que vale a pena abrir mão da vida de solteiro de que gosto e casar para realizar o sonho dela? Será que não terei conflitos com a filha dela por não ser o pai? Será que consigo mudar e ser feliz?

Sousa
publicado por Cláudia Morais às 10:57
link do post | favorito
Quarta-feira, 23 de Maio de 2012

O MEU NAMORADO NÃO QUER CASAR



Carta original:
Namoro há 9 anos, não tenho dúvidas do amor que sentimos um pelo outro, respeitamo-nos muito, temos muito carinho, somos muito companheiros, viajamos e todos os fins-de-semana, feriados e folgas estamos juntos, um casal perfeito sexualmente. Porém, não acho normal a forma como ele trata o casamento, pois sempre que eu falava em casamento ou em morarmos juntos, ele tinha uma desculpa, ou era a parte financeira que nos iria prejudicar, ou a minha mãe que não o aceitava, e que de há 6 meses para cá o aceitou na família. Esta semana tomei uma decisão e conversámos, disse-lhe que se não fossemos morar juntos, não poderíamos continuar. Ele respondeu-me dizendo que não sabe o que é que está a acontecer, mas não consegue pensar nessa possibilidade, não que não queira morar comigo, diz que parece uma barreira. Cheguei ao ponto de pedir para terminarmos para que eu possa encontrar alguém que queira casar comigo e, aos prantos, ele concordou, porque não consegue lidar com essa situação. Acho estranho, gostaria muito que me ajudasse, porque não sei o que fazer.
Luciana

tags: ,
publicado por Cláudia Morais às 10:51
link do post | favorito
Terça-feira, 22 de Maio de 2012

CONHECI OUTRO HOMEM PELA INTERNET

 

 


Carta original:
Sou casada há 4 anos e tenho uma filha de 9 meses. Eu amava muito o meu marido. Conheci outro homem pela internet, começámos a conversar pelo MSN como amigos, tudo normal. Até que no terceiro dia de conversa ele disse que sentia a minha falta se eu não entrasse no MSN. E eu também sentia a falta dele… Começámos a usar nomes carinhosos. Dizíamos um ao outro que tínhamos perdido o juízo… Ele também é casado há 1 ano… Moramos em cidades diferentes e não vemos a hora de nos encontrarmos. Só nos conhecemos por foto e agora eu estou com ciúmes dele com a esposa. Falamos praticamente todos os dias por MSN. Quero separar-me para saber o que sinto por ele mas tenho medo de me arrepender depois… Já não amo o meu marido e tudo o que ele faz de errado ou me irrita e muito… o que é que eu faço?? Estou perdida.
Kati
publicado por Cláudia Morais às 11:27
link do post | favorito

❤ OS MEUS LIVROS

    O Amor e o Facebook

    "O Amor e o Facebook", Oficina do Livro, Setembro de 2011

    Sobreviver à  Crise Conjugal

    "Sobreviver à Crise Conjugal", Oficina do Livro, Fevereiro de 2004

❤ OS VÍDEOS

Participação no programa "A Tarde é Sua" (Tema: "Casais que estão juntos 24 horas por dia").

Continua AQUI


Participação no programa "A Tarde é Sua" (Tema: "Só tive uma mulher na vida").

Continua AQUI


Participação no programa "A Tarde é Sua" (Tema: "Histórias de vida").

Continua AQUI


Participação no programa "Você na TV" (Tema: "Violência nos jovens").

Continua AQUI


Participação no programa "A tarde é sua" (Tema: "Quando os homens sofrem por amor").

Continua AQUI

❤ NO FACEBOOK

❤ QUEM SOU EU

CLÁUDIA MORAIS

Psicóloga, Psicoterapeuta Familiar, Conjugal e Individual.

❤ CONSULTÓRIO

❤ COMENTÁRIOS

Este blogue respeita o princípio da confidencialidade. A publicação de testemunhos dos leitores depende da respectiva autorização.

tags

todas as tags